Tudo melhora quando você entende o seu problema

superação na vida

Depois de um certo tempo eu comecei a enxergar os problemas e traumas que carregava desde a infância/adolescência e com a doutora Claudia eu percebi com clareza o quanto isso afetava todas as áreas da minha vida, o quanto afeta como eu prossigo com a minha vida, a gente acaba se entregando para a tristeza, a depressão, deixando a ansiedade te dominar, até estar numa situação que você acha que não vai suportar, que a vida não faz sentido, que você não tem serventia e a Claudia me fez ver que existe uma saída, que quem faz o seu dia melhor é você, tudo melhora quando você entende o seu problema, enfrenta ele e não o deixa permanecer! Hoje eu tento enxergar as coisas com mais positividade, fazer do meu dia melhor, aceitar que tenho problemas e o mais importante aceitar ajuda e não guardar as coisas pra mim! 

Muito obrigada Claudia por ter me feito enxergar essas coisas em tão pouco tempo! Você foi um anjo na minha vida!

L.S.M., 19 anos – Estudante de RH.

Enviado em 15/02/19

“Fiz tratamento para fobia social com a Claudia durante um período muito complicado da minha vida. Estava enfrentando um desafio profissional de lidar diretamente com o público, trabalhando como comerciante. Uma vez por semana nos encontrávamos e assim gradativamente fui melhorando. Depois de 3 meses comecei a sentir bons resultados. Já estava muito mais seguro e posso garantir que depois de cerca de um ano de tratamento eu me tornei uma pessoa muito mais segura. É importante lembrar que para todo tipo de tratamento, o sucesso do resultado, depende do empenho das duas partes. Sendo assim recomendo a Claudia para todos que estiverem realmente afim de mudar pois estarão nas mãos de uma excelente profissional”.

 

E.S.C. Arquiteto – Fobia social.

 

“Eu me tornei uma pessoa muito mais segura”

A terapia me ajudou muito, ela possibilita um autoconhecimento. Estava passando por momentos difíceis com amigos queridos enfrentando doenças graves e eu vivia o sofrimento deles. Aprendi a lidar com isso. A viver um dia de cada vez, não ficar prevendo o futuro e imaginando situações ruins que nem sei se irão acontecer.

 

R.G.P, 48 anos, Bióloga – Ansiedade.

 

“Estava passando por momentos difíceis”