Vi que não estava sozinha

“Depois que fiz a terapia, vi que os pensamentos que eu tinha eram somente pensamentos aos quais se tornaram rotina e acabaram quase virando “reais”, mas com sua ajuda vi que não eram e que eu poderia controlá-los. Os pensamentos acelerados causavam uma grande agonia, e vários tipos de sentimento ruins. Gerando insegurança, medos, e até ataques de ansiedade que ficaram constantes. Depois que passei pela terapia, fiz os testes que eram propostos e de levar os seus ensinamentos não só pra área ao qual fui buscar ajuda e sim pra vida, vi que não estava sozinha e que sua ajuda foi de suma importância. Hoje consigo controlar os sentimentos, os pensamentos ruins. Muito obrigada.” 

 

S.N.L., 22 anos – Ansiedade.